Locais

Palácio Nacional da Pena

O Palácio Nacional da Pena é uma das maravilhas arquitectónicas mais impressionantes de Portugal. Este magnífico castelo, situado no topo de Sintra, é um símbolo de romantismo e de esplendor cativante. O castelo é uma mistura de diferentes estilos: gótico, renascentista, etc. A Pena não é apenas uma atração popular, mas também um monumento histórico protegido pela UNESCO.

Neste artigo, fará uma análise detalhada do Palácio Nacional da Pena em Portugal.

by  Olivia Sousa

UPD:
Conteúdo

História do Palácio Nacional da Pena

Este palácio é um dos mais famosos e belos castelos da Europa e é considerado um símbolo da história e cultura portuguesas. Toda a história do castelo remonta aos tempos do Reino de Westgoth, quando era o local de uma fortaleza para defesa. No entanto, o papel histórico e o aspeto do palácio só se formaram durante o reinado dos mouros e cristãos.

No século XIV, o castelo passou a ser propriedade da Coroa Portuguesa e a ser utilizado como residência do monarca, sendo a casa de muitos dos reis de Portugal. No século XVI, no reinado de D. João I, foi decidida a reconstrução do castelo. O grande mestre foi Miguel de Arrabidjos, que decidiu transformar o castelo num luxuoso palácio ao estilo da arquitetura gótica e mourisca.

Palácio Nacional da Pena

Palácio Nacional da Pena

Foto da Internet

A construção arrastou-se durante muitos anos e só ficou concluída no século XVII. No entanto, a história do Palais National de Peine não se fica por aqui. No século XIX, após a Revolução Francesa e durante a monarquia portuguesa, o castelo foi abandonado e negligenciado. Só em 1838 é que o castelo foi restaurado e renovado com a ajuda de D. Fernando II, marido da rainha D. Maria II.

Desde o final do século XIX até aos dias de hoje, o Palácio Nacional da Pena tem sido uma atração turística e um dos principais símbolos de Portugal. Graças à sua arquitetura e localização únicas, o castelo atrai muitos visitantes de todo o mundo. E, por essa mesma razão, foi decidido inscrevê-lo na lista do Património Mundial da UNESCO, onde permanece até hoje.

Características arquitectónicas

O Palácio Nacional da Pena é um excelente exemplo do estilo romântico sintetizado com elementos da arquitetura neo-gótica, neo-mourisca e neo-renascentista. Uma das principais características do palácio é o seu aspeto multifacetado e eclético. Apresenta fachadas de cores vivas em vários tons de amarelo e vermelho.

Esta cor pintada confere-lhe uma atmosfera especial de conto de fadas e é parte integrante do seu estilo único. Um dos pormenores mais marcantes da arquitetura do Palácio da Pena é a sua torre. É uma estrutura alta, esguia e de formas precisas. É ladeada por muros de granito e decorada com corrimões e molduras com ameias, criando uma impressão majestosa e poderosa.

No interior do Palácio da Pena, pode também encontrar muitos pormenores arquitectónicos que são inspiradores. Belas janelas de vidro ramificado, grades de ferro forjado, portais de lareira em mármore, vitrais e frescos combinam-se maravilhosamente para criar uma atmosfera de luxo, beleza e grandeza. Pode passear pelo recinto e admirar durante muito tempo.

A estilística do Palácio da Pena é indicativa do período romântico da arquitetura. Cada pormenor do palácio foi concebido e incorporado no seu aspeto geral com amor e atenção aos detalhes. O seu estilo elegante, os seus pormenores marcantes e o seu aspeto inigualável fazem dele um local de visita obrigatória para todos os interessados na história da arquitetura portuguesa.

Localização e acessibilidade

O endereço exato do Palácio Nacional da Pena, 2710-609 Sintra, Portugal.

Existem várias formas de lá chegar:

  • De carro. Pode chegar ao palácio de carro, se preferir deslocações individuais. As estradas estão bem desenvolvidas. Além disso, há um parque de estacionamento perto do palácio para o seu carro. Normalmente, há muitos lugares disponíveis.
  • Autocarro. Pode apanhar autocarros de Lisboa ou de outras cidades próximas para a estação de autocarros de Sintra. Depois, mude para um autocarro que vai diretamente para o palácio.
  • Estação de comboios. Sintra tem uma estação ferroviária, a partir da qual pode ir a pé até ao Palácio Nacional da Pena ou utilizar autocarros e táxis. É certo que esta última opção é mais cara.
  • De táxi. Se preferir conforto e comodidade, pode chamar um táxi. É importante ter em conta que alguns taxistas podem cobrar um preço elevado aos turistas estrangeiros. Por isso, recomenda-se que ande por aí a perguntar.

Se viajar num grupo turístico, os organizadores costumam encarregar-se dos transferes. A melhor opção em termos de relação qualidade/preço é viajar de carro particular. Mas os autocarros em Portugal são bastante confortáveis e os preços são bastante adequados. Os táxis, por outro lado, podem ser um pouco caros.

Chalet da Condessa de Elda

Chalet da Condessa de Elda

Foto da Internet

Horário de funcionamento e bilhetes

O horário de abertura do Palácio Nacional da Pena varia consoante a época do ano. Durante o verão, de abril a setembro, o palácio recebe os visitantes diariamente das 9:30 às 20:00. Durante o resto do ano, de outubro a março, o palácio está disponível ao público das 9:30 às 18:00.

Tenha em atenção que a última entrada no Palácio Nacional de Penna é 30 minutos antes da hora de encerramento.

Vamos falar-lhe do custo dos bilhetes para os visitantes. Pode variar consoante a categoria dos convidados. Para mais informações, consulte o quadro seguinte.

Categoria do visitante

Preço

Adulto (18-64 anos)

14 euros

Jovem (6-17 anos)

12,5 euros

Seniores (mais de 64 anos)

12,5 euros

Bilhete de família (2 adultos + 2 crianças)

49 euros

Taxa de transferência

3 euros

As crianças com menos de 6 anos podem visitar o palácio e o jardim de forma absolutamente gratuita. Se não quiser passear pelo pátio, pode comprar um bilhete apenas para o jardim. O preço é 2 vezes mais barato para todas as categorias de visitantes. A administração do palácio pode alterar os preços no futuro, pelo que recomendamos que verifique esta informação no sítio Web oficial da organização.

Elementos arquitectónicos

Um dos elementos arquitectónicos característicos do Palácio Nacional da Pena são as suas majestosas torres. São estruturas altas que se elevam acima do resto da arquitetura e conferem ao castelo uma graça e grandeza especiais. Cada torre tem a sua própria forma e desenho. Servem não só como elemento decorativo, mas também como uma forma de olhar para a envolvente de uma nova maneira.

As fachadas do Palácio Nacional de Penna impressionam pela sua beleza e sofisticação. São o principal cartão de visita do castelo e chamam a atenção pela sua luxuosa decoração e pormenores arquitectónicos. As fachadas do palácio estão decoradas com ornamentos, varandas, colunas e esculturas diversas. Afrescos e mosaicos artisticamente executados completam o conjunto geral.

O Palácio Nacional da Pena tem salas ricamente decoradas e majestosas que impressionam pelos seus interiores luxuosos. A decoração interior do palácio inclui belos tapetes, cortinados, galerias de quadros e peças de mobiliário requintadas. As salas individuais são verdadeiras obras de arte, onde se combinam elementos de arquitetura, pintura e escultura.

Deve prestar especial atenção à cozinha do Palácio Nacional da Pena. Esta sala é um elemento arquitetónico único que impressiona pela sua escala e funcionalidade. Alberga enormes fornos, caldeirões e outros utensílios de cozinha.

A entrada do Palácio Nacional da Penna é um elemento arquitetónico independente que chama imediatamente a atenção pela sua sofisticação. Já na entrada, o visitante pode apreciar a beleza das graciosas passagens em arco, os vários padrões e ornamentos que são facilmente associados à grandeza e ao luxo do castelo. A entrada mergulha imediatamente o visitante numa atmosfera de aventura.

A capela palaciana do Palácio da Pena é parte integrante do seu conjunto arquitetónico. É original na sua forma e decoração, combinando elementos da bela arquitetura gótica e frescos bem conservados. No interior da capela pode ver pinturas murais, vitrais e vários elementos escultóricos.

O salão de baile é famoso pelos seus belos frescos e mobiliário requintado. Os magníficos frescos artísticos nas paredes do salão criam a ilusão de estar presente num baile de gala, onde os convidados são cativados por uma atmosfera única de luxo e nobreza. O salão de baile do Palácio Nacional da Pena é o expoente máximo de todo este magnífico conjunto.

Miradouro do Palácio da Pena

Miradouro do Palácio da Pena

Foto da Internet

Jardins e Parque

Os jardins e o parque do Palácio Nacional da Pena são um magnífico exemplo da beleza deslumbrante da excelência natural e humana. Este local, pleno de esplendor e magia, é a expressão máxima dos ideais do Romantismo. O Parque da Pena foi criado no século XIX por monarcas portugueses e, com a ajuda de Fernando de Saxe-Coburgo-Gotha, transformou-se no impressionante jardim que hoje adorna a envolvente do castelo.

A planta que distingue este parque é o bosque de carvalhos que cobre a maior parte do mesmo. Alguns dos carvalhos locais têm mais de 600 anos. Estas árvores proporcionam uma grande sombra e dão-lhe uma sensação de privacidade e tranquilidade. Os altos muros de pedra que envolvem este parque dão-lhe uma sensação de segurança e mistério.

Nos Jardins da Pena, também pode encontrar várias espécies de plantas de todo o mundo, onde pode ver uma verdadeira selva. As palmeiras, os fetos, os agaves e os bambus têm um aspeto incrível, brilhante e exótico neste recanto europeu. Além disso, a variedade de flores que aqui florescem na primavera e no verão contribuem para o magnífico quadro da natureza.

Mas não é apenas a vida vegetal que torna os jardins e o parque da Pena especiais. No centro do recinto encontra-se uma fonte. Ao passear pelos jardins e parque da Pena, mergulha-se na atmosfera de lendas românticas e acontecimentos históricos, e desfruta da beleza da natureza e da arte das mãos humanas. Algumas pessoas pagam apenas para entrar no parque, sem acesso ao castelo, para voltar a desfrutar da natureza.

Museus e exposições

Existem exposições permanentes no interior do Palácio Nacional da Pena. Por exemplo, uma exposição sobre a decoração dos salões de épocas passadas. Uma das mais interessantes, segundo muitos turistas, é a sala de armas e a sala de banquetes. Mas também lá pode encontrar os aposentos de criados, monarcas e outras pessoas. Estas exposições são permanentes, por vezes são actualizadas ou ligeiramente editadas.

Para além disso, algumas das salas do Palácio Nacional da Pena acolhem exposições temporárias. Por exemplo, expõem quadros de um artista ou artistas. Regra geral, estas exposições duram de várias semanas a vários meses. Tudo depende dos acordos entre o organizador e a administração. Pode encontrar as últimas informações sobre as exposições no sítio Web oficial.

Conselhos aos visitantes

  • Conselhos para os visitantes do Palais National de la Peña:
  • Venha de manhã. O início da manhã é a altura mais relaxante para visitar o palácio. Poderá apreciar a sua beleza sem a azáfama e as multidões de turistas. Não deixe de visitar o parque também à noite.
  • Vista-se confortavelmente. O Palácio Nacional da Pena oferece uma vasta área para explorar, pelo que calçado e roupa confortáveis serão muito úteis. Tenha em conta que algumas partes do palácio podem ser frias.
  • Leve a sua máquina fotográfica consigo. O Palácio da Pena é uma obra-prima histórica e terá muitas oportunidades para tirar fotografias. Não se esqueça de se abastecer de um carregador e de cartões de memória suplentes.
  • Explore o palácio gradualmente. Há muitas salas e jardins, e cada um tem a sua própria história e arquitetura. Recomenda-se que se familiarize com o mapa do palácio e que visite cada uma das atracções.
  • Aproveite uma visita guiada. Se quiser saber mais sobre o palácio e a sua história, sugerimos que participe numa visita de grupo ou num audioguia. Isto ajudá-lo-á a maximizar a sua apreciação de todos os aspectos do palácio.
  • Desfrute das vistas do terraço. O Palácio Nacional da Pena oferece-lhe magníficas vistas panorâmicas sobre o território envolvente. Não perca a oportunidade de subir ao seu terraço e apreciar as vistas deslumbrantes sobre a natureza e a baía.
  • Dê um passeio pelos jardins. O Palácio da Pena é famoso pelos seus belos jardins e arquitetura paisagística. Aconselha-se que reserve algum tempo para passear pelos jardins e desfrutar da sua tranquilidade e beleza.
  • Não tenha pressa. A visita ao Palácio da Pena demora algum tempo, pelo que não deve apressar-se a percorrer os seus salões e jardins. Dê a si próprio bastante tempo para se encher de energia, explorando e saboreando cada momento.

Parque e Palácio Nacional da Pena

Este palácio em Portugal tem um terreno extenso. Pode passear sozinho à volta do castelo durante dias. E há também um parque. Por isso, recomendamos que planeie alguns dias para visitar este palácio. Por exemplo, passeie primeiro pelo castelo e depois pelo jardim. Isto permitir-lhe-á apreciar a beleza da natureza e do castelo sem pressas. Além disso, há realmente muito para ver aqui.

Para resumir

O Palácio Nacional da Pena, em Portugal, é um magnífico exemplo de arquitetura que impressiona pela sua beleza e grandeza. É um símbolo de orgulho nacional e atrai turistas de todo o mundo. A construção deste castelo é um excelente exemplo de como a arquitetura se pode misturar com o ambiente natural e o impacto que tem no património cultural de uma nação.

Ler também o artigo Os 10 melhores sítios para visitar em Lisboa para turistas.

Perguntas Frequentes

O que ver no Palácio da Pena?

No Palácio da Pena, pode ver elementos de arquitetura gótica, renascentista, manuelina e mourisca, bem como impressionantes jardins, torres, muralhas e uma variedade de salas decoradas com mobiliário da época.

Onde fica o Palácio da Pena?

O Palácio da Pena fica na cidade de Sintra, em Portugal, no topo de uma colina com vistas deslumbrantes.

Porque se chama Palácio da Pena?

O Palácio da Pena é assim chamado devido à sua proximidade com o Monte da Lua, que era conhecido como "Serra da Pena" na época em que o palácio foi construído.

Onde estacionar no Palácio da Pena?

Há estacionamento disponível nas proximidades do Palácio da Pena, mas é aconselhável chegar cedo, especialmente durante a alta temporada turística, para garantir um lugar de estacionamento.

Em que cidade portuguesa está o Palácio da Pena?

O Palácio da Pena está localizado na cidade de Sintra, em Portugal.

Quem construiu o Palácio da Pena?

O Palácio da Pena foi construído no século XIX por ordem do rei Fernando II de Portugal. Ele desempenhou um papel fundamental na concepção e construção do palácio.

Que família real morou no Palácio da Pena?

O Palácio da Pena foi frequentemente utilizado pela família real portuguesa, principalmente como uma residência de verão. D. Fernando II e sua esposa, a rainha Maria II de Portugal, passaram muito tempo lá.