Pessoas

Paulo Futre

by  Rodrigo Santos

Conteúdo
Paulo Futre

Paulo Futre

Paulo Futre é um famoso futebolista português que se tornou célebre pelo seu excelente jogo como extremo esquerdo. A sua ilustre carreira passou por vários clubes europeus de topo, mas tornou-se particularmente famoso no Atlético de Madrid, onde se tornou um favorito dos adeptos e capitão de equipa.

O legado de Futre inclui uma atuação inesquecível na final da Taça dos Campeões Europeus de 1987, que ajudou o FC Porto a conquistar o título e a gravar para sempre o seu nome na história do futebol.

Paulo Futre era um extremo esquerdo muito talentoso e criativo, cujo estilo de jogo começou por ser comparado ao de Diego Maradona. Era conhecido sobretudo pela sua aceleração explosiva e pela sua excelente capacidade técnica.

Nome completo

Paulo Jorge dos Santos

Ano de nascimento

1966

Local de nascimento

Montijo, Portugal

Idade

57 anos

Peso

72 quilogramas

Altura

175 centímetros

Clubes por onde passou

Sporting, FC Porto, Atlético de Madrid, Benfica, Marselha, Reggiana, Milan, West Ham United, Yokohama Flügels.

Conquistas significativas

Vencedor da Taça dos Campeões Europeus de 1987 com o FC Porto.
Vencedor da Taça do Rei com o Atlético de Madrid em 1992.
Mais de 40 jogos pela seleção portuguesa, incluindo a participação no Campeonato do Mundo de 1986.

Biografia de Paulo Futre

A biografia de Paulo Futre é sobretudo uma história de génio futebolístico e de determinação pessoal.

Nascido a 28 de fevereiro de 1966, no Montijo, Futre cresceu no seio de uma família modesta.

O seu pai e a sua mãe, cujos nomes não foram revelados, proporcionaram-lhe um ambiente favorável e confiança suficiente para que o seu talento florescesse.

Hoje, Paulo Futre retirou-se do futebol profissional, mas continua a ser uma figura respeitada no desporto. O seu legado continua a inspirar aspirantes a futebolistas em Portugal e em todo o mundo.

Vida pessoal e família

Paulo Futre tem dois filhos. O mais velho, Paulo Futre, estudou design na universidade e tem a sua própria marca de roupa.

O mais novo, Fábio Futre, seguiu as pisadas do pai no mundo do futebol, nas camadas jovens do Atlético de Madrid, e já foi várias vezes convocado para a seleção portuguesa de sub-17. Paulo apoia e incentiva o rapaz a tornar-se um verdadeiro profissional.

Atualmente, Paulo Futre está solteiro e não namora com ninguém. Não tem filhos da ex-mulher ou de outros parceiros. É muito próximo da família e visita-a frequentemente em Portugal. Está concentrado na educação dos seus filhos e no seu trabalho de analista.

Paulo Futre é um pai orgulhoso e um marido carinhoso. Apesar da sua carreira profissional atarefada, vive uma vida familiar feliz. Adora passar tempo com a família, bem como jogar golfe e ler livros nos tempos livres.

Carreira de Paulo Futre

Futre conquistou inúmeros títulos ao longo da sua carreira, incluindo na Primera Liga, Supertaça Cândido de Oliveira, Copa del Rey e Tas de Portugal. Entre as suas distinções pessoais contam-se o prémio de melhor futebolista português do ano e a inclusão na lista dos 100 melhores futebolistas de sempre da World Soccer.

Paulo Futre THE PORTUGUESE MARADONA

Reflectindo sobre a carreira do grande português, José Mourinho disse uma vez:

Ele foi fantástico, para mim continua a ser um dos melhores jogadores que vi numa carreira de 30 anos.

Sporting (1983-1984)

Paulo Futre estreou-se como profissional em 1983, com 17 anos, ao serviço do Sporting, equipa em cujas camadas jovens ingressou aos nove anos. Realizou 21 jogos e marcou 3 golos.

Porto (1984-1987)

Após uma época no Sporting, Futre transferiu-se para o FC Porto. Com o FC Porto, conquistou dois títulos da Primeira Divisão e ajudou a equipa a ganhar a Taça dos Campeões Europeus de 1986-87.

Durante a sua passagem pelo Porto (1984-1987), disputou 81 jogos e marcou 23 golos.

Quando exigiu um aumento salarial ao presidente João Rocha, foi recusado e abandonou o FC Porto.

Final de 1987

A final da Taça dos Campeões Europeus de 1987 foi um acontecimento marcante para o FC Porto. Aqui ficam alguns dos momentos chave que a tornaram especial:

O FC Porto derrotou o Bayern de Munique, da Alemanha Ocidental, por 2-1, no jogo final disputado no Estádio Prater, em Viena, Áustria, a 27 de maio de 1987. Ambas as equipas estavam desfalcadas de jogadores importantes. O FC Porto não contava com o avançado Fernando Gomes, que se encontrava lesionado, enquanto o Bayern não contava com o defesa e capitão Klaus Augenthaler, o avançado Roland Wolfarth e o médio Hans Dorfner, que estavam suspensos.

O "Porto" conquistou o seu primeiro troféu europeu da história, ao recuperar de uma desvantagem de 1-0. Os golos foram marcados por Rabah Majer e Huari, depois de Ludwig Kegl ter dado a vantagem ao Bayern na primeira parte com um golo de cabeça.

Foi a primeira final da Taça dos Campeões Europeus em que o Bayern e o seu capitão Lothar Matthäus perderam, e nos minutos finais.

Esta vitória foi um marco na história do FC Porto, estabelecendo-o como uma força a ter em conta no futebol europeu.

Atlético de Madrid (1987-1993)

Depois de uma passagem bem sucedida pelo FC Porto, Futre foi transferido para a equipa espanhola do Atlético de Madrid. Apesar de várias lesões no joelho, Futre rapidamente ganhou o estatuto de favorito dos adeptos. Na sua quinta época, Futre deu inúmeras assistências ao avançado Manolo, que marcou 27 golos no Troféu Pichichi.

Paulo Futre

Paulo Futre

Cordon Press

No total, Futre disputou 163 jogos e marcou 38 golos entre 1987 e 1993.

Benfica (1993)

Em janeiro de 1993, Futre transferiu-se para o Benfica, onde disputou 11 jogos e marcou 3 golos. Durante a sua curta estadia na equipa, ajudou a equipa a ganhar a Taça Portuguesa.

Marselha (1993)

Futre assinou um contrato de uma época com o então campeão europeu de 1993, o Olympique de Marselha, onde disputou 8 jogos e marcou 2 golos.

Reggiana (1993-1995)

Futre transferiu-se então para o Reggiana, onde disputou 13 jogos e marcou 5 golos entre 1993 e 1995. A sua estreia pelo Reggiana foi marcada por um golo e uma vitória.

Milan (1995-1996)

Na época de 1995-1996, Futre passou um curto período no AC Milan. Um fator notável foi o facto de só ter conseguido disputar um jogo no campeonato.

Paulo Futre

Paulo Futre

Milan Posts

West Ham United (1996-1997)

Na época de 1996-1997, Futre mudou-se para a Premier League para jogar no West Ham United. Fez apenas nove jogos pelo clube antes de sofrer uma lesão no joelho e anunciar a sua retirada da equipa em novembro. O jogador admirava o método de treino do inglês e a forte concorrência no Championship. O português tem sempre o prazer de se deslocar a Londres para visitar um clube que lhe foi muito querido no passado.

Atlético de Madrid (1997-1998)

Futre regressou ao Atlético de Madrid durante uma época. Foi mais uma campanha de marketing do que uma campanha puramente centrada no jogador, uma vez que os matraquilhos estavam muito entusiasmados por ver a lenda do clube de volta a casa. Infelizmente, as consequências de lesões graves não permitiram a Paulo mostrar o seu verdadeiro nível, mas o regresso foi, em todo o caso, muito bonito.

O português disputou uma dezena de jogos, mas não conseguiu marcar.

Yokohama Flugels (1998)

O português terminou a sua carreira de jogador no Japão. O seu último contrato profissional foi assinado em 1998 com o clube de futebol Yokohama Flugels.

Carreira internacional

Paulo Futre teve uma carreira internacional notável com a seleção portuguesa, jogando 44 vezes e marcando sete golos.

Estreou-se com 17 anos, batendo o recorde de jogador mais jovem da história da seleção nacional, e fez parte do grupo que chegou às meias-finais do Campeonato do Mundo de 1986, no México.

Paulo Futre [Melhores habilidades e golos]

Participou também em três Campeonatos da Europa, em 1984, 1988 e 1992.

Era conhecido pela sua velocidade, drible, visão de jogo e criatividade na ala esquerda.

Alguns dos seus momentos mais memoráveis pela seleção portuguesa são os seguintes:

  • Um hat-trick num amigável contra a Espanha em 1987, ajudando o Porto a vencer por 4-1.
  • O seu último jogo internacional contra a Inglaterra, no Estádio de Wembley, em 1995, que terminou com um empate sem golos.

Paulo Futre é considerado uma lenda do futebol português e um herói nacional. Pelos seus feitos com a seleção portuguesa, foi distinguido com vários prémios e distinções, tais como

  • Bota de Ouro no Euro 1988, onde marcou quatro golos.
  • Bota de Prata no Euro 1992, onde marcou três golos.
  • Prémio de Melhor Jogador Português no Euro 1992.
  • Ordem de Mérito do Presidente da República Portuguesa.

Pensão

Em 2018, Futre foi nomeado embaixador da UEFA Champions League.

Futre retirou-se do futebol profissional em 1999, depois de ter jogado no Yokohama Flugels, no Japão. Na altura, tinha 33 anos. Desde então, tem estado envolvido em várias actividades relacionadas com o futebol e a gestão desportiva.

Foi diretor desportivo do Atlético de Madrid durante três anos, o clube onde passou a maior parte da sua carreira e onde conquistou vários troféus. Em maio de 2011, fez parte da equipa técnica de Dias Ferreira, que se candidatou, sem sucesso, à presidência do Sporting

Futre foi também comentador e analista em vários canais de televisão portugueses, como a SIC Desporto e a Sport TV. Escreveu ainda livros sobre a sua vida e carreira, como "O Futre que não morreu" e "O Futre que foi campeão".

O feito de Paulo Futre

  • Futebolista do Ano em Portugal em 1987 e 1986.
  • Vencedor da Taça dos Campeões Europeus com o FC Porto na época 86/87.
  • Campeão de Itália com o AC Milan na época 95/96.
  • Vencedor da Taça de Espanha com o Atlético de Madrid nas épocas 91/92 e 90/91.
  • Campeão de Portugal com o FC Porto nas épocas 85/86 e 84/85.
  • Vencedor da Taça de Portugal com o Benfica em 1993.
  • Vencedor da Supertaça de Portugal com o Porto em 1986 e 1984.
  • Participou no Campeonato do Mundo como membro da seleção portuguesa em 1986.
  • Participou na Taça Uefa com o Atlético de Madrid nas épocas 97/98, 90/91, 89/90 e 88/89.

Estatísticas de Paulo Futre

Clube

Exibições

Golos

Sporting CP

21

3

Porto

81

23

Atlético Madrid

163

38

Benfica

11

3

Marseille

8

2

Reggiana

13

5

Milan

1

0

West Ham United

9

0

Yokohama Flügels

13

3

Total

330

77

Hospitalização de Paulo Futre

Paulo Futre foi hospitalizado no domingo, 21 de agosto de 2022, em Lisboa, com uma suspeita de AVC. Sentiu-se mal depois de ter ido ao funeral da sua mãe.

O jogador de 56 anos foi inicialmente levado para o Hospital do Barreiro, na margem sul do Tejo, antes de ser transferido para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Apesar de não ter sido divulgada qualquer informação oficial sobre o seu estado de saúde, foi noticiado pelos meios de comunicação social que o antigo futebolista estava consciente. Os familiares informaram que foi submetido a um cateterismo e que aguarda a evolução da situação.

Entrevista de Paulo Futre

Ele já deu muitas entrevistas durante sua carreira, mas uma das mais famosas foi uma entrevista à revista FourFourTwo em dezembro de 2019. Nesta entrevista, fala da sua carreira no West Ham United, da sua relação com Harry Redknapp e do infame fiasco da camisola 10.

Este artigo aborda alguns incidentes interessantes da sua carreira:

  • O West Ham e o incidente com a camisola 10

    Futre falou do seu tempo no West Ham e do incidente com a camisola 10. Gostou da sua passagem pelo West Ham, apesar de se tratar de uma equipa de meio da tabela, em comparação com os clubes que lutam por troféus a que estava habituado. Apreciou os treinos e a rivalidade entre jogadores estrangeiros e ingleses. No entanto, abandonou o jogo de abertura contra o Arsenal, em Highbury, depois de descobrir que o médio John Moncur estava a usar a camisola 10 que tinha usado durante a pré-época. O jogador manteve-se firme na sua decisão, afirmando que tinha uma cláusula no seu contrato sobre o assunto.

Entrevista Paulo Futre (ex-jogador FC Porto)

  • Carreira e lesões

    A carreira de Futre entrou em declínio depois que ele sofreu uma grave lesão no joelho em sua estreia pelo Reggiana, em 1993. A sua passagem pelo AC Milan foi curta devido a uma série de lesões. Apesar destes contratempos, Futre estava pronto para uma última tentativa de jogar na primeira divisão quando foi chamado por Harry Redknapp.

  • Passagem pelo Porto e pelo Atlético de Madrid

    Futre ajudou o Porto a conquistar a Taça dos Campeões Europeus em 1987, antes de se transferir para o Atlético de Madrid e ser capitão dos Colchoneros na conquista da Taça do Rei em 1991 e 1992.

Redes sociais de Paulo Futre

Aqui estão os links para todas as contas oficiais de Paulo Futre nas redes sociais: