Pessoas

Luís Figo

by  Rodrigo Santos

UPD:
Conteúdo
Luís Figo

Luís Figo

O português Luís Figo é uma lenda do futebol mundial. A sua mega-popularidade surgiu na viragem do século. Na década de 2000, ganhou troféus uns atrás dos outros, jogando em diferentes equipas e na seleção nacional. Jogou no Barcelona e no Real Madrid, participou num grande número de jogos espectaculares, provocando uma tempestade de emoções entre os adeptos.

Nome completo

Luis Filipe Madeira Caeiro Figo

Data de nascimento

4.11.1972

Nacionalidade

Portuguesa

Local de nascimento

Almada, Portugal

Altura

180 cm

Peso

75 kg

Posição

médio ofensivo, médio exterior

Clubes pelos quais jogou

Sporting, Barcelona, Real Madrid, Internazionale

Biografia

Luís Figo é o único filho dos seus pais. O seu pai chama-se António Figo e a sua mãe chama-se Maria Joana Madeira. A mulher era uma dona de casa, toda ela dedicada à família, à educação do filho. A mãe Luís Figo faleceu em 2021, para sobreviver a esta perda ajudou-o a trabalhar e a desenvolver actividades sociais.

Os pais da futura estrela do futebol viviam nos subúrbios de Lisboa. Mudaram-se para a capital na primeira metade da década de 1970.

Luís nasceu a 4 de novembro de 1972 em Almada, uma pequena cidade situada nas margens do rio Tejo. Em adolescente, começou a interessar-se pelo futebol. O jovem não se distinguia pelo bom desempenho na escola, mas o pai não o proibia de correr com a bola até altas horas da noite. Graças ao seu pai, Luís foi levado para a equipa de jardinagem "Pashtillas".

Durante um dos jogos, foi observado por representantes do Sporting e acabou por entrar na academia do clube lisboeta. As desvantagens da sua forma física foram compensadas por treinos regulares e por uma dieta especial, elaborada pessoalmente para ele. As exibições na equipa de juniores continuaram até aos 17 anos de idade, altura em que o talentoso futebolista chegou à base.

Luís Figo joga no Sporting

Luís Figo joga no Sporting

Foto da Internet

Atualmente, Luís Figo vive em Milão com a sua família. Conseguiu alcançar muito como jogador da seleção portuguesa e atuar em diferentes clubes, os mais famosos dos quais são o Real Madrid e o Barcelona.

A estrela do futebol é um filatelista, apaixonado por colecionar selos. Por este facto, foi até premiado com uma escultura em vidro, feita por um artista sueco, H. Gunnarson. Gunnarson. Em 2002, os Correios do Mónaco apresentaram um selo com o prémio para assinalar a ocasião.

Luís dedica o seu tempo não só ao futebol, mas também a acções de solidariedade social, colaborando com a Stop TB, uma organização que ajuda as pessoas que sofrem de tuberculose.

É detentor de vários recordes, com 106 assistências. Em termos de número de jogos disputados pela seleção nacional, Figo só é ultrapassado por Cristiano Ronaldo.

Vida pessoal

Na vida pessoal do talentoso futebolista português, tudo corre bem. O encontro com a sua futura esposa Helen Svedin - uma modelo de profissão - teve lugar em 1996 no espetáculo Joaquin Cortes. Para o bem da sua mulher, Figo até aprendeu inglês. O casal tem três filhas: Daniela, Martina e Stella. As herdeiras são o principal orgulho do futebolista, que partilha frequentemente as suas fotografias no Instagram.

Carreira Luis Figo

A carreira de Luís Figo começou no clube juvenil Pashtillas, em 1984. Jogou por ele durante cerca de um ano, após o qual se mudou para a equipa de jovens do Sporting.

As actuações na base do mesmo clube começaram em 1989. Mas o primeiro troféu que conquistou a nível internacional foi um pouco mais cedo. No verão de 1989, Figo participou no Campeonato da Europa para jogadores cuja idade não ultrapassava os 16 anos.

A equipa nacional portuguesa esperou pelo triunfo nesse torneio. Sobre Luís e os seus companheiros de equipa começou a falar-se da "geração de ouro". Cerca de dois anos depois, os avanços justificavam-se.

Apesar do sucesso no plano internacional, as duas primeiras épocas de Figo no Sporting não foram muito produtivas, tudo porque só conseguiu participar em 3 jogos. A sua estreia aconteceu em abril de 1990, nesse jogo a equipa de Luís defrontou o Maritimu. Tratava-se de um torneio nacional.

Com a conquista do Mundial de 1992, Figo começou a aparecer em campo como titular. Na sua terceira época ao serviço do Sporting, participou em 43 jogos e marcou o seu primeiro golo. O primeiro golo aconteceu em dezembro de 1991, num encontro com o Torrens. O número de jogos não diminuiu mais e as estatísticas começaram a melhorar.

O ano de 1995 foi de sucesso para Figo e para a sua equipa. O futebolista marcou 10 golos. Antes disso, o "Sporting" ocupou durante várias épocas a 3ª e 4ª linha do campeonato nacional. Finalmente, a equipa conseguiu chegar à final, onde perdeu para o "Porto". Ao mesmo tempo, os "leões" ganharam a Taça do país. Na luta pela Supertaça, derrotaram os seus últimos adversários no campeonato.

Animado com os sucessos, Luís Figo manifestou o desejo de jogar em clubes italianos, uma vez que o seu contrato com o Sporting estava a terminar. A direção do clube considerou oportuna a transferência para a Juventus, mas o jogador não concordou. Assinou um contrato com o Parma. Este facto deu origem a um escândalo e à proibição, durante dois anos, da compra de Figo por clubes italianos. O português passou a fazer parte da equipa do Barcelona. A partir daí, a sua carreira evoluiu rapidamente, pelo que esta resolução da situação pode ser considerada favorável a Luís.

Na nova equipa, o português jogava nos flancos, fazendo passes de corte para os avançados. Fazia parte de uma poderosa linha de ataque. Juntamente com ele, Rivaldo e Patrick Kluivert ajudaram a equipa a vencer.

Outra habilidade valiosa de Luís Figo era o drible. Graças a ele, ganhava batalhas individuais sem cometer infracções, entregando prontamente a bola aos jogadores no ataque. Chegou mesmo a receber a braçadeira de capitão. Figo tornou-se o primeiro capitão legionário do Barcelona.

Luís Figo joga no FC Barcelona

Luís Figo joga no FC Barcelona

Foto da Internet

Por ocasião do centenário do Barça e em grande parte graças ao azul-grená português, o clube conquistou duas vezes a La Liga e a Taça de Espanha. Quanto ao desempenho na Liga dos Campeões, os catalães falharam.

Depois, o eterno rival do Barça - o Real Madrid - conquistou vitória após vitória. Os adeptos do clube azul-grená sentiram-se muito frustrados.

Em 2000, Figo ganhou a medalha de bronze nos Campeonatos da Europa com a seleção nacional e anunciou a sua transferência para Madrid. Os adeptos do Barcelona ficaram chocados com esta decisão e consideraram-na uma traição. A situação foi ainda agravada pela fuga de informação de que na nova equipa o legionário receberia o dobro. O seu salário anual ascendia a 56 milhões de dólares. Mais tarde, Figo admitiu que só queria mais reconhecimento, que lhe faltava no Barcelona.

Após a transição, todas as atenções dos adeptos do clube azul-grená se centraram nele. Uma discussão acesa provocou a atribuição da "Bola de Ouro" a Figo no outono de 2000. O futebolista era constantemente recordado de que o troféu lhe era atribuído pelos jogos disputados no Barcelona. Aí foi considerado o melhor jogador, e na nova equipa o domínio ainda não foi confirmado.

O português não teve de esperar muito para aparecer no El Clasico, onde teve de jogar contra a sua antiga equipa. Figo é sempre famoso pelos seus pontapés de canto, mas nesse jogo evitou a borda do campo, pois foram-lhe atirados vários objectos. Esse jogo acabou por ser uma derrota para o Real Madrid.

Com o passar do tempo, a fúria dos adeptos do Barça não diminuiu, apenas se intensificou. Queimaram equipamentos com o número de Figo e organizaram manifestações contra ele.

Em 2002, o português participou num jogo fora de casa, no Camp Nou. Nesse dia, foi cortada uma cabeça de porco no relvado. Mais tarde, o assunto foi alvo de muitas brincadeiras, incluindo o próprio Figo.

Dois anos mais tarde, a seleção portuguesa disputou a medalha de ouro no Euro com os representantes da Grécia. Em campo ficou conhecido pelo seu comportamento escandaloso o adepto Jimmy Jump. Este atirou uma bandeira do Barça à cara de Figo. A equipa portuguesa perdeu esse jogo.

Figo - Sporting CP

As agressões continuaram, mas o futebolista nunca disse que se arrependia da sua decisão. No Real Madrid, sagrou-se duas vezes campeão da La Liga, ganhou a Liga dos Campeões, a Supertaça da UEFA e a Taça Intercontinental. A Marca, uma publicação bem conhecida no mundo do desporto, incluiu Figo em 2013 na lista dos 11 melhores internacionais que já jogaram pelo Real Madrid.

O talentoso médio começou a jogar em Itália em 2005, com 32 anos. Após o fim do acordo com o clube espanhol, estava a pensar mudar-se para o Liverpool britânico. Havia também outra opção para ele - a Internazionale.

Como os meios de comunicação social escreveram mais tarde, na tomada de decisão Figo ajudou a sua mulher - uma modelo popular. Ela disse que deixaria de filmar nus se o seu companheiro escolhesse a "Internazionale". Luís Figo deu ouvidos à sua mulher.

O contrato foi celebrado, seguido de uma estreia na Série A. Com Luís Figo, a "Internationale" venceu o torneio nacional por 4 vezes. Em maio de 2009, o português anunciou o fim da sua carreira. A sua última aparição em campo como futebolista profissional teve lugar a 31 de maio, num jogo com o Atlanta. Após a informação sobre a substituição de Figo, os seus companheiros de equipa alinharam-se à beira do campo e os adeptos presentes no estádio aplaudiram-no ruidosamente.

Depois de terminar a sua carreira como jogador, o português trabalhou durante algum tempo nos quadros do Inter. No início de 2015, foi nomeado para o cargo de diretor da FIFA. Mas em maio, Figo mudou de ideias e retirou-se da corrida eleitoral, apesar do apoio do famoso treinador José Maurinho e de David Beckham. Na altura, afirmou que não pretendia ter "poder absoluto".

Mais tarde, Luís Figo passou a trabalhar como conselheiro de futebol da UUFA. Interagia com o presidente da União, tratando de questões relacionadas com os aspectos técnicos e as regras do jogo.

Conquistas de Luís Figo

As conquistas de Luís Figo são invejadas por muitos futebolistas, incluindo os principiantes. Vencedor de prestigiadas taças, foi reconhecido como o melhor jogador segundo a FIFA.

Enquanto jogador do "Barcelona", Luís Figo alcançou os seguintes êxitos:

  • 1997 - vencer a Taça dos Vencedores das Taças da UEFA.
  • 1997 - conquista da Supertaça da UEFA.
  • 1998 - venceu o Campeonato de Espanha.
  • 1999 - venceu o Campeonato de Espanha.

Luís Figo ● Melhores Momentos

Enquanto membro do Real Madrid:

  • 2001 - vencedor do campeonato de Espanha.
  • 2002 - conquista da Supertaça da UEFA.
  • 2002 - ouro na Liga dos Campeões da UEFA.
  • 2003 - vitória no Campeonato de Espanha.

Enquanto membro da Internazionale:

  • 2006-2009, quatro vezes vencedor do campeonato italiano.

Como membro da equipa nacional:

  • 2000 - bronze do campeonato europeu.
  • 2004 - prata no Campeonato da Europa.

Conquistas pessoais:

  • 1995-2000 - atribuição do título de melhor futebolista do ano em Portugal.
  • 2000 - reconhecimento como o melhor futebolista do continente europeu.
  • 2001 - recebeu o título de melhor jogador de acordo com a FIFA.

O português está em segundo lugar no número de assistências para golo no campeonato espanhol. Foi-lhe atribuído o prémio Bola de Ouro. Em 2004, outro famoso futebolista, Pelé, incluiu-o no top 100 dos melhores jogadores vivos do mundo. Poucos atletas podem se gabar de ter jogado pelo Barcelona e pelo Real Madrid, mas Luis Figo está entre eles.

Estatísticas de Luís Figo

O sucesso de Luís Figo também é comprovado pelas suas estatísticas.

Nome do clube

Período de aparições

Número de jogos disputados

Número de golos marcados

Sporting

1989-1995

169

20

Barcelona

1995-2000

249

45

Real Madrid

2000-2005

241

55

Internazionale

2005-2009

138

10

Filmes e programas de televisão com Luís Figo

Luís Figo não é apenas um futebolista talentoso, mas também um ator. Em 2002, foi lançado um documentário intitulado "A Transferência que Mudou o Futebol". O documentário aborda o negócio mais extraordinário da história do futebol mundial. Figo estava então no epicentro de um grande escândalo. Estamos a falar da transição da composição do "azul-grená" para a equipa "creme" em 2000. O montante da transferência foi de 37 milhões de libras e tornou-se, na altura, um recorde.

Esta não é a única fita com a participação do futebolista português. Na lista de outros trabalhos estão "Secret Tournament", lançado em 2002 e "Louis" 2022.

Redes sociais

O futebolista português utiliza ativamente as redes sociais. Os fãs geralmente aprendem as últimas notícias da vida do ídolo a partir dessas fontes: