Moedas

O escudo português

by  Olivia Sousa

Conteúdo

O escudo português é uma moeda histórica que foi usada entre 1911 e 2002 em Portugal. Ele teve um papel essencial para o desenvolvimento do país e a sua herança cultural é muito rica. Quando esta moeda foi criada, ela foi o garante da estabilidade financeira e no seu tempo de vigência passou por momentos de grandes mudanças políticas, como a revolução do 25 de Abril de 1974 que introduziu a democracia em Portugal.

Adicionalmente as moedas e notas de escudo português têm uma ligação estreita com a cultura nacional, já que elas apresentavam elementos artísticos que contavam um pouco da história de Portugal. Pode consultar mais detalhes sobre a criação e origem do escudo neste documentário sobr e o tema:

História da Moeda em Portugal - Documentário completo

História desta moeda e as suas origens

O escudo português foi uma moeda que marcou a história de Portugal desde o momento em que começou a ser usada, já que ela foi lançada em virtude da proclamação da República. Apenas 5 meses após esse marco histórico, a 22 de maio de 1911, foi lançada esta moeda, que teve a capacidade de renovar todo o sistema monetário do país nessa época, ao conseguir colocar a moeda nova ao mesmo nível das de outros países e assim combater a grande desvalorização do real (a moeda anterior ao escudo português). Para se ter uma ideia a taxa de câmbio do real/escudo português foi fixada em 1000 réis (reais) para 1 escudo.

Pensa-se que a origem do nome “escudo” tem uma relação direta com o início da II Dinastia, já que nessa época tinha havido a cunhagem de moedas em ouro com este nome e o Rei D. Duarte tinha decidido que a nova moeda portuguesa iria retomar a cunhagem nesse material. Assim, tratava-se de uma moeda nobre, que tinha chegado para proteger o sistema financeiro nacional. Ao longo dos seus anos de vigência esta moeda atravessou por um período de monarquia, ditadura e democracia, o que comprova a grande história do escudo português.

Design e características do escudo português

Em 2002, quando o escudo português deu lugar ao euro, existiam moedas e notas em circulação, e os seus valores eram os seguintes:

  • Moeda escudo português: 1$00 (um), 5$00(cinco), 10$00 (dez), 20$00 (vinte), 50$00 (cinquenta), 100$00 (cem) e 200$00 (duzentos)
  • Notas de escudo português: 500$00 (quinhentos), 1000$00 (mil), 2000$00 (dois mil), 5000$00 (cinco mil) e 10.000$00 (dez mil escudos). 

Cada moeda tinha o seu próprio design, que diferia no tamanho, peso e imagem cunhada. As imagens representadas nas moedas era:

  • 1$00 (um): Uma caravela, que representava os descobrimentos portugueses.
  • 5$00(cinco): O Infante Dom Henrique, que era conhecido pelo cognome “O navegador”.
  • 10$00 (dez): O poeta Luís de Camões, autor de uma obra clássica nacional, “Os Lusíadas”.
  • 20$00 (vinte): O Rei D. João II, que foi um dos reis que mais impulsionou os descobrimentos.
  • 50$00 (cinquenta): O escudo de armas, que representava a nação.
  • 100$00 (cem): Um barco do tipo moliceiro, que representava a pesca e a costa de Portugal.
  • 200$00 (duzentos): O Rei Dom Dinis, que teve um papel importante na cultura e literatura do país.
1 moeda de escudo português

1 moeda de escudo português

Já as notas, tinham todas as mesmas medidas, mas diferiam na cor e imagens impressas, sendo elas:

  • 500$00 (quinhentos): Havia duas impressões possíveis para este valor. Dois navegadores e duas caravelas ou João de Barros e um globo com brasões nacionais.
  • 1000$00 (mil): Pedro Álvares Cabral com um brasão nacional enrolado numa corda que era colocado sob a Cruz da Ordem de Cristo.
  • 2000$00 (dois mil): Bartolomeu Dias com objetos associados aos descobrimentos, como a caravela, o mapa do mundo ou uma bússola solar.
  • 5000$00 (cinco mil): Vasco da Gama e a Cruz da Ordem de Cristo que estavam rodeados de embarcações.
  • 10.000$00 (dez mil escudos): Infante D. Henrique e o escudo da república portuguesa, juntamente com outros objetos relacionados com os descobrimentos.

Assim percebe-se que o escudo português moeda e notas eram usados para divulgar um pouco da história e cultura de Portugal.

500 escudos portugueses

Nota de 500 escudos portugueses, 1922.

WIKIPEDIA

Impacto da moeda no sistema financeiro português

Ao longo do seu período de vigência o escudo PT teve um papel essencial no sistema financeiro português, já que o seu valor era um factor essencial nas transações comerciais internas e especialmente externas. Desta forma esta moeda tinha um impacto direto nas importações e exportações do país, e como consequência na balança comercial de Portugal.

Sempre que havia uma taxa de câmbio mais favorável fazia com que os produtos portugueses fossem mais apetecíveis e melhor recebidos nos mercados internacionais, o que levava a um aumento das exportações. No outro lado da moeda, um escudo com um valor mais baixo fazia com que as importações fossem mais caras e assim mais difíceis de concretizar e refletindo um aumento de preços no mercado interno.

Entre os anos 80 e 90 Portugal registou um aumento das suas exportações, devido a uma desvalorização da moeda. Ainda que este facto possa parecer algo negativo ele foi um motor impulsionador da indústria nacional e até da criação de postos de emprego, tendo assim um impacto positivo no sistema financeiro português, com especial foco na indústria têxtil, vestuário e calçado.

Dados estatísticos e estudos realizados sobre as exportações na década referida ajudam a compreender melhor este fenómeno. Por exemplo, a produção industrial do sector tênis, vestuário e calçado era, em 1980 de 24.4% e em 1990 de 27.4%, enquanto que em 1966 era de apenas 19.8%.

Fonte: http://analisesocial.ics.ul.pt/documentos/1223378018L3yZD2mf6Tb49RB6.pdf

Papel do escudo como influência na história internacional

A história do escudo português está repleta de episódios que são reveladores da importância desta moeda no foro internacional e como ela influenciou a história internacional. 

  • No período da II Guerra Mundial o escudo português foi importante. O facto de Portugal ter sido sempre um país neutro, fez com o nosso país conseguisse estabelecer relações comerciais com as duas partes do conflito e exportava muitos bens alimentares. Estas exportações eram negociadas, muitas vezes, em escudos, e isso teve um grande impacto na melhoria da economia portuguesa.
  • Adicionalmente, o escudo português também teve um papel relevante quando o país aderiu à União Europeia, em 1986, já que a estabilidade da moeda era um dos critérios avaliados para que tal adesão fosse possível.

Situação atual e património

Quando a moeda euro foi adotada como a nova moeda de Portugal, a 1 de janeiro de 2002, os portugueses estavam ansiosos por ter a oportunidade de conhecer as notas e moedas novas e puder começar a usá-las. Mas apesar de se ter deixado de usar o escudo português esta moeda tinha um grande simbolismo para o país, já que nelas eram retratadas figuras e momentos importantes da história e cultura nacional.

Por esse motivo o escudo português continua a ser recordado por muitos, seja em simples conversas sobre a evolução da economia nacional, o valor dos produtos ou através de museus que apresentam coleções de escudos portugueses. A casa da moeda é um bom exemplo de museu a visitar por quem quer reviver as moedas e notas antigas do país.

FAQ

Qual é o valor 1 escudo português em euros?

Quando da implementação do euro em Portugal a taxa de conversão do escudo/euro foi fixada em 200,485 escudos para 1 euro.

Qual é o valor de 1 escudo português em reais?

Quando o escudo deixou de ser usado como moeda corrente ela valia valor 0.02674 reais.